Custos Operacionais: saiba como calcular para diminuí-los - Poli Júnior

Custos Operacionais: saiba como calcular para diminuí-los

Custos Operacionais: saiba como calcular para diminuí-los

Os custos operacionais são uma das principais métricas para ter controle do que é gasto no seu negócio.

Também, é um dos principais gargalos nas empresas atualmente.

Mas, muitas delas ainda não entendem como eles estão e como fazer para otimizar.

Por isso, criamos esse conteúdo, que vai te ajudar a entender como andam os seus custos operacionais e onde você deverá agir para diminui-los.

Quer entender como anda o seu? Continue lendo.

 

O que são custos operacionais?

Custos operacionais são, basicamente, gastos que estão ligados ao processo de funcionamento e demais atividades da empresa

São despesas que irão surgir, independente das vendas ou lucro da empresa. 

Algumas das contas que são consideradas custos operacionais são: 

  • energia; 
  • água;
  • internet; 
  • telefone; 
  • salários;
  • pagamentos. 

Em suma os custos operacionais são os custos para a operação das atividades da empresa.

Ou seja, este será o custo mínimo para a empresa funcionar, logo, deverá ser o mínimo a se receber mensalmente pelas vendas. 

Então, ao se calcular os custos operacionais, é possível ter uma boa visualização das despesas de maneira global, identificando onde se pode reduzir os custos, de modo a aumentar o faturamento.

 

Quais os tipos de Custos Operacionais que toda empresa precisa se atentar?

Como dito, os custos operacionais são aqueles que são fundamentais para que a empresa exerça suas atividade. ,

É possível caracterizar eles em 4 tipos principais: administrativos, financeiros, representação e não recuperáveis.

Vamos conhecer eles agora detalhadamente.

 

Administrativos

O grupo administrativo é composto por gastos da empresa para: 

  • manutenção de pessoal;
  • materiais essenciais para a produção ou prestação de serviço; 
  • aluguel;
  • água;
  • energia;
  • gastos com telefone.

Assim, observamos que o salário dos colaboradores, compra de matérias-primas, itens necessários em serviço de escritório, gastos com prestação de serviços de água e energia, aluguel quando for usado um imóvel alugado, ou quando houver equipamentos alugados, e também contas de telefone usados pela empresa.

 

Financeiros

No grupo financeiro estão agrupados os gastos relacionados a pagamentos de juros, impostos e taxas, emissão de notas e quitação das dívidas. 

Em suma, são aqueles gastos relativos a área financeira e os gastos que a envolve.

 

Representação

Os custos de Representação são aqueles voltados a serviços de suporte, como brindes, materiais impressos de suporte a vendas/serviços, viagens corporativas, despesas com alimentação e alojamento.

 

Não Recuperáveis

Já os Não recuperáveis são custos pagos que não serão recuperados de outra forma. 

Multas são um exemplo deste grupo.

Ainda podemos também separar os custos operacionais em fixos e variáveis, onde a diferença está na estabilidade do custo no tempo.

Isto é, alguns dos custos citados anteriormente mantém seu valor fixo, enquanto outros poderão variar de acordo com as vendas ou demandas da empresa.

 

Custos operacionais fixos

São aqueles custos que não variam com as vendas e demandas da empresa, isto é, todos os meses o custo será, praticamente, o mesmo. 

Gastos com aluguel, salário dos colaboradores fixos, em alguns casos, água e energia elétrica.

Custos operacionais variáveis

Já os custos operacionais variáveis são aqueles que irão variar a depender das vendas e demandas da empresa. 

Gastos com pagamentos de contratos com freelancers em temporadas de grande demanda do serviço, ou da compra de mais matéria prima para a produção, quando a em estoque se esgota.

 

Como calcular os custos operacionais?

O cálculo para se obter o custo operacional é bem simples. 

Primeiramente obtemos o valor médio das despesas dos últimos 3 meses, somando os três valores e dividindo por 3 (três). 

O mesmo deve ser feito com o arrecadado em vendas naquele mesmo período.

Com ambos os dados em mãos se pode então calcular o custo operacional

O Custo operacional é calculado pela razão entre a Média das despesas dos últimos três meses pelas vendas dos últimos três meses, multiplicado por 100 (cem).

 

calculo do custo operacional

 

Vamos aplicar um exemplo para facilitar o entendimento. 

Havendo um custo operacional médio dos últimos três meses de R$ 15.000,00 e a média de faturamento dos últimos três meses é de R$ 75.000,00. 

Aplicando a fórmula de custo operacional, obtemos o percentual de faturamento de 20%. 

Isto é, de todo o valor recebido mensalmente, 20% é gasto com custos operacionais.

O custo operacional será então dado em uma porcentagem, que indicará o quanto por cento daquelas vendas foi usado para custear as atividades operacionais. 

Com o custo operacional calculado corretamente, com as informações, é possível que entender onde está havendo o maior gasto e onde se pode reduzir os gastos e desafogar sua empresa.

 

Como monitorar o custo operacional e mantê-lo baixo?

Agora que temos os dados relacionados ao custo operacional, podemos identificar as despesas que podem ser eliminadas ou reduzidas. 

Uma boa prática é rever os fornecedores de materiais e manutenção, fazendo uma pesquisa de preço e, por fim, avaliar a real necessidade de cada um dos gastos e assim reduzindo o custo total da empresa.

Esse processo deve ser feito de forma constante e periódica, pois no mercado que está em mudança constante, é importante se estar atualizado nos seus gastos, para que não se tenha prejuízos, e garantir que sua empresa poderá ser competitiva no mercado.

 

Conclusão

Entender os custos operacionais da sua empresa é uma tarefa importante para entender como anda de fato o operacional da sua empresa.

Afinal, se os custos estão altos, onde que eu devo cortar ou otimizar para que eles sejam diminuídos e melhore todo o processo interno do negócio?

Por isso, primeiro, entenda como anda essa métrica para, depois, entender qual ferramenta ou tática será ideal para otimizar os processos internos da empresa.

Inscreva-se na nossa Newsletter