Como implementar boas práticas de fabricação na sua empresa - Poli Júnior

Como implementar boas práticas de fabricação na sua empresa

Como implementar boas práticas de fabricação na sua empresa

Se você pretende montar um negócio ou já tem um, é importante conhecer um pouco sobre as boas práticas de fabricação

Afinal, muitos se perguntam como fazer para se ter um ambiente de trabalho organizado, seguro e previsível. 

Mas, poucos realmente estudam para isso. E as boas práticas de fabricação são o melhor caminho para uma produção conforme e de qualidade.

Esse artigo foi construído para você que quer implementar as boas práticas, mas ainda não sabe muito bem como fazer isso. Então, acompanhe.

 

O que são as boas práticas de fabricação?

Boas práticas de fabricação (BPF) ou Good manufacturing practices (GMP) são princípios, delimitados por órgãos regulamentadores, para a produção segura de produtos, sejam eles alimentos, medicamentos, ou quaisquer outros.

 

Quais órgãos regulamentam essas boas práticas? 

Existem diversos órgãos que regulam e criam as boas práticas de fabricação, mas os principais são:

  • Brasil: Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária;
  • EUA: FDA, Food and Drug Administration;
  • Europa: EMA, European Medicines Agency.

Esses e os outros órgãos delimitam os padrões mínimos de qualidade de modo a garantir que o produto seja seguro, de qualidade e não infrinja nenhuma lei.

 

Como implementar boas práticas de fabricação na sua empresa?

1. Defina o passo a passo dos procedimentos de produção

Para isso é recomendada a construção de manuais de POPs (Procedimentos Operacionais Padrão), de guias e de ITs (Instruções de Trabalho) com todos os detalhes, fotos e direcionamentos do que deve ser feito, quando deve ser feito e por quem deve ser feito.

 

2. Siga os procedimentos de forma constante

Para isso você pode aplicar planilhas de controle, câmeras, fichas e outros documentos que façam os trabalhadores comprovarem que realizaram as operações.

 

3. Documente todo procedimento feito em uma produção

Insira lotes nos produtos, funcionários responsáveis e outros documentos, mantendo registro de tudo inclusive no próprio produto.

 

4. Mantenha o maquinário e as edificações conformes, para integrar produtividade, qualidade do produto e segurança do trabalhador

Garantir as manutenções preventivas dos maquinários, os melhores materiais nas instalações, bem como verificar a qualidade das instalações elétricas para evitar a proliferação de microorganismos, de animais e acidentes.

 

5. Faça uma constante manutenção e limpeza apropriadas da área e dos equipamentos

A limpeza tem que ser literalmente constante, dependendo do tipo de produção. É preciso criar controles para garantir a limpeza e instruir os colaboradores da sua importância.

 

6. Crie mecanismos de melhoria contínua dos seus trabalhadores

Crie mecanismos de promoção dos melhores colaboradores e dos melhores processos. 

Bem como promova a certificação e exaltação das atividades que estão de acordo com as boas práticas de fabricação.

 

7. Garanta boas práticas de higiene diárias

Ofereça os meios e os produtos necessários para a melhor higiene do ambiente e das pessoas. 

Também, de acordo com o tipo de produção, garanta um ambiente com o grau de higiene correto.

 

8. Gere qualidade ao produto através do controle sistemático dos materiais

Um entendimento completo dos processos e das etapas, junto com a marcação de lotes e ícones de rastreabilidade geram a qualidade no produto, uma vez que se é garantida a segurança nos processos.

 

9. Conduza auditorias periódicas, a fim de verificar a consistência dos métodos de produção

Ter uma equipe de auditoria interna, com certo poder de mudança dentro dos processos, permite uma evolução constante dentro da empresa. 

Pois, ela pode identificar os pontos de melhoria e criar planos de correção. 

Após as auditorias internas e melhorias, é possível começar a pensar em auditorias externas e se preparar para as mesmas. 

Depois de entender um pouco sobre como implementar as boas práticas de fabricação é bom entender como devem ser os manuais que direcionam as melhores práticas. Se liga aí e continua neste artigo para descobrir!

 

Como devem ser os manuais de boas práticas de fabricação?

Como ditam as melhores práticas para a produção nas empresas, é importante que esses manuais:

  • Sejam de fácil acesso;
  • Sejam de fácil leitura e entendimento;
  • Possuam informações sobre as instalações industriais;
  • Informem sobre o quadro de pessoal;
  • Expliquem as operações e processos;
  • Detalhem o tipo de controle de pragas;
  • Informações sobre EPIs;
  • Contenham registros e documentação para rastreabilidade.

Mas será que toda empresa obrigatoriamente precisa de um manual de boas práticas? O que você acha? 

A resposta está logo em seguida, junto com as vantagens de se implementar as boas práticas de fabricação.

 

É obrigatório ter um manual de boas práticas de fabricação?

Depende. Na Indústria de Alimentos é obrigatório o manual de boas práticas de fabricação, mas em outras não é. 

Desse modo, é importante entender a legislação específica para o seu produto e o seu tipo de produção também.

 

Quais as vantagens de se implementar boas práticas de fabricação?

Como já disse, em alguns casos, ter boas práticas de fabricação implementadas na sua empresa é obrigatório.

O que acontece é que muitas indústrias ignoram essa regra ou deixam de atualizar os seus manuais de BPF ao longo do tempo.

Isso ocorre, muitas vezes, pela falta do entendimento dos benefícios de se ter boas práticas de fabricação. Por esse motivo, listei abaixo algumas de suas vantagens:

  • Qualidade sanitária e conformidade dos produtos com os regulamentos técnicos;
  • Produção padronizada;
  • Segurança para o consumidor, para os funcionários e para o produtor;
  • Controle e maior rastreabilidade;

 

Consequências de não se adotar BPF?

As consequências podem ser diversas:

  • Multas;
  • Paralisação parcial das atividades;
  • Paralisação total das atividades;
  • Fechamento do estabelecimento;
  • Negativação da empresa para com seus clientes;
  • Contaminação;
  • Insegurança;
  • Riscos para os consumidores e os funcionários;
  • Despadronização dos produtos e processos.

Conclusão

Se você tem uma indústria, o guia de boas práticas de fabricação se torna uma ferramenta importante para seu negócio, uma vez que ele te coloca dentro dos padrões legais e ajuda na melhor orientação dos seus processos de produção.

 

Caso tenha dúvida de como escolher a matéria-prima adequada para o seu negócio, você pode nos contatar pelo próprio site ou telefone também, sem maiores compromissos.

Solicite já seu projeto e faça um orçamento! 

Quer conhecer mais sobre engenharia química? Clique aqui e acesse nossos outros posts!

Inscreva-se na nossa Newsletter