EVENTOS     |     TRAINEES     |     POLIBLOG

BIM – Building Information Modeling

Como o uso de uma ferramenta de modelagem para informações de construção pode ajudar no seu gerenciamento.

Houve uma época em que, no mercado da construção civil, era possível operar de forma separada com os trabalhos dispersos de um engenheiro, um arquiteto e alguns funcionários na obra. No entanto, o exponencial avanço tecnológico e social repaginou o mercado impondo novas demandas, bem como oferecendo novas soluções. Por exemplo, passou a ser economicamente inviável uma obra descentralizada e desorganizada, dificultando ainda mais com a operação dispersa de projetos de diferentes partes. Atualmente é essencial o trabalho em equipe para o sucesso de uma empreitada. Entretanto, essa tarefa nunca foi fácil – em especial, quando se reúne diversas áreas de atuação.

Para solucionar esse problema é que surgiu a tecnologia BIM – Building Information Modeling ou, em português, Modelagem de Informações da Construção. Segundo o Handbook of BIM (Eastman, Teicholz, Sacks e Liston, 2011), ele permite “criar digitalmente um ou mais modelos virtuais precisos de uma construção”; com isso, “oferece suporte ao projeto ao longo de suas fases, permitindo melhor análise e controle do que os processos manuais”. Ou seja, a ideia em torno da qual o BIM se sustenta é a possibilidade de, por meio de um software, unificar, organizar e detalhar os processos de um projeto de engenharia.

Vale ressaltar que um projeto em BIM não é apenas um simples desenho criado digitalmente. Além do aspecto estético e visual, o qual detém uma certa importância, o BIM valoriza questões quantitativas e qualitativas, prezando pela caracterização dos objetos e materiais necessários à instalação. Em termos concretos: ao se definir, por exemplo, a planta de um ambiente, há de se especificar as dimensões, o material utilizado, o tipo de funcionamento, ou seja, um dossiê completo do projeto.

Em suma, o uso dessa metodologia torna todo o processo de construção mais coeso. Centralizando as informações dos diversos aspectos da construção, o BIM cria um panorama geral e confiável do projeto; cruzando as contribuições das diversas áreas envolvidas, prevê potenciais complicadores, ou mesmo incongruências entre aquilo que cada projetista planejou; detalhando as especificidades de dimensão e material da concepção, antecipa, com credibilidade, cálculos de custos e fluxogramas.

Para o construtor, os benefícios decorrentes das facilidades acima são inúmeros: prevenção de imprevistos na obra, colaboração dos diversos participantes na elaboração do projeto, linguagem clara e universal, otimização de recursos, cumprimento de cronograma, entre outros. Sintetizando, o BIM oferece segurança no planejamento e economia na realização.

O BIM é a forma de projetar do século XXI: organizada, otimizada e econômica!

REALIZE SEU PROJETO COM A POLI JÚNIOR E DESFRUTE OS BENEFÍCIOS DO BIM!

No núcleo de Engenharia Civil da Poli Júnior, todos projetos são realizados com o uso de processos e softwares BIM!

Para os modelos arquitetônicos, em específico, utiliza-se o Revit, software atualizado, completo e amplamente utilizado no mercado.

Na entrega dos projetos oferecemos desde plantas baixas e de cobertura até modelos tridimensionais completos, com renderizações – simulações em perspectiva fotográfica dos ambientes!

-Por: Renan Branco

Você pode conferir alguns projetos feitos pela Poli Júnior na aba Núcleo de Civil e solicitar um orçamento totalmente gratuito!

mercado@polijunior.com.br

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.