5 dicas para aumentar seu lucro

Primeiramente, o que é lucro? Lucro é o valor final obtido após todas as deduções de custos, taxas e gastos. Assim sendo, quanto maior o negócio, mais complexo pode vir a ser seu cálculo. Portanto, necessita-se da ajuda de ferramentas contábeis, como por exemplo a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), um documento contábil de demonstração cujo objetivo é detalhar a formação do resultado líquido de um exercício pela confrontação das receitas, custos e despesas de uma empresa.

Desse modo, conhecer um pouco de contabilidade para saber essas informações é essencial para gerir um negócio de sucesso de maneira eficiente, pois a confusão de lucro líquido com faturamento ou lucro bruto pode gerar diversas deficiências nas análises estratégicas do negócio. Agora que já sabemos o que é lucro, vamos as dicas de como melhorar o seu desempenho, seja potencializando receitas ou reduzindo gastos.

1) Tenha controle sobre os gastos da sua empresa

O controle dos gastos empresariais é fundamental para a saúde financeira do seu negócio, uma vez que permite encontrar possíveis gargalos e setores em que há uma gestão de gastos falha. Para um monitoramento efetivo, são necessárias algumas ações de controle e análise:

  1. Identificar os gastos em meio às movimentações financeiras da empresa
  2. Registrar todos os gastos com detalhamento
  3. Analisar os gastos e identificar onde há gastos excessivos

É fundamental manter os dados organizados e atualizados, e podem ser utilizados aplicativos de gestão financeira que auxiliam este controle e facilitam a análise dos dados.

2) Faça uma boa precificação de seus produtos e/ou serviços

Essa é uma questão que costuma ser bastante conflituosa. Cobrar menos e atrair mais clientes? Ou aumentar os preços e correr o risco de perdê-los ou deixá-los insatisfeitos? Entretanto a precificação não se limita apenas ao ponto de atração de clientes, mas também a outras questões como ajustar o público-alvo (ex: produto popular x produto elitizado). O mais importante, porém, é que o preço de venda adequado gera lucro e desenvolvimento, enquanto uma decisão equivocada compromete os resultados do negócio e pode levar à falência.

Para conseguir realizar boa precificação, independentemente do tipo de negócio, é necessário se levar em conta os seguintes aspectos:

  1. Controle sobre os gastos da empresa
  2. Margem de lucro e a margem de contribuição esperadas
  3. Estudo do mercado/Análise da concorrência

Levando em conta todos esses aspectos, para deixar o processo menos subjetivo, é interessante seguir fórmulas próprias para essas análises. Planilhas em Excel podem ser ferramentas muito úteis para ajudar a calcular corretamente o preço de venda de seus produtos e serviços e descobrir o lucro líquido real.

3) Faça alterações na área comercial

O lucro não é somente maximizado pelo corte de gastos, como algumas pessoas pensam. O ganho financeiro é influenciado também por diversos outros fatores que não estão ligados tão diretamente à área financeira da empresa, como a área comercial.

É interessante estruturar uma área comercial com processos e objetivos bem definidos: é indicado criar um plano de vendas que mapeie os produtos e áreas das vendas, as épocas do ano em que as vendas crescem e ainda quais os produtos mais vendidos e mais rentáveis. Além disso, é importante dispor de uma equipe de vendas capacitada, que entenda do negócio e proporcione ao cliente não só uma boa experiência de compra, mas também uma conexão que possibilite a fidelização do cliente.

4) Fidelização de clientes

A busca por fidelização de clientes é uma das principais estratégias que uma empresa deve-se preocupar hoje em dia. Ou seja, fornecer uma boa experiência para seu cliente, seja por entrega do máximo valor possível desde o início ou um ótimo serviço de suporte, pode gerar mais esforço, mas com certeza é recompensador. O motivo disto se dá por conta dos seguintes aspectos:

  1. Um cliente fidelizado é promotor do seu negócio, fazendo recomendações e atestando a qualidade de seu produto ou serviço
  2. O valor gasto por compra tende a ser maior
  3. A sua receita passa a ter uma maior previsibilidade
  4. Custos de marketing reduzidos

Dado que fidelizar clientes traz tantos benefícios e é essencial para uma empresa, decidir meios de coletar dados sobre o assunto é imprescindível, seja por entrevistas, por avaliações de Net Promoter Score (NPS), entre outras. Vai do seu negócio criar e acompanhar os indicadores mais adequados, tema do tópico a seguir.

5) Acompanhe os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho são medidas quantitativas e qualitativas que medem o desempenho de um processo ou operação e apontam gargalos e deficiências. Os indicadores são essenciais no controle da empresa e servem como referência para elaboração de metas e estratégias de melhoria. Alguns exemplos de indicadores de desempenho que podem ser implementados são indicadores de qualidade, produtividade, capacidade e eficiência. Com os indicadores, será possível ampliar o seu controle e visão sobre a sua empresa, e assim, trabalhar em melhorias.

 

Quer conhecer mais sobre engenharia da produção? Clique aqui e acesse nossos outros posts!

 

Autores: Mariana de Paula e Renan Barros

marketing@polijunior.com.br

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.